26.2 C
Goiás
quinta-feira, 14 outubro 2021
No menu items!

Junho Vermelho reforça importância das doações de sangue na Hemorrede Pública de Goiás

Leia Também

Raimunda Araújohttps://goiaspost.com.br/
Estudante do 3° período de jornalismo na PUC Goiás.

Com a pandemia, bancos de sangue da rede pública de saúde de Goiás registraram queda de 15% no último mês

 Assessoria de Comunicação do Idtech

 A Hemorrede Pública de Goiás aderiu à campanha nacional junho Vermelho, que tem como proposta conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue. A ação envolve as nove unidades da Hemorrede, em Goiânia e no interior, que mesmo durante a pandemia da Covid-19 continuam funcionando normalmente para receber os doadores, de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. “É importante destacar que a pandemia não interrompeu os atendimentos nas unidades. Nossa. Muitas pessoas dependem de transfusão sangue, sem contar, os atendimentos emergenciais relacionados a acidentes automotivos, transplantes e outros procedimentos. Para se ter uma ideia, nossa demanda média mensal é de 3.200 bolsas de sangue”, frisa, a diretora-geral da Hemorrede Pública do Estado, Denyse Goulart.

Segundo a diretora, a adesão da população tem sido primordial para a manutenção dos estoques dos bancos de sangue da Hemorrede em Goiás. “No início da pandemia observamos um déficit de cerca de 20% comparado ao mesmo período de 2019. A população tem comparecido, mas ainda registramos uma queda de 15% nas doações no último mês. Porém, precisamos que as pessoas continuem doando para que o estoque seja mantido, pois os hemocomponentes têm validade entre cinco e 42 dias e alguns grupos sanguíneos são mais raros na população”, diz Denyse. Ela destaca também o apoio que o Hemocentro Coordenador vem recebendo de empresas com apoio logístico, levando doadores gratuitamente ou com descontos até o Hemocentro.

Outro reforço importante é a coleta externa da Unidade Móvel do Hemocentro, que desde o início da pandemia tem funcionado com cuidados redobrados, atendendo apenas 50% da sua capacidade. Além das ações em empresas e igrejas, a unidade também passou a realizar coletas em condomínios residenciais, garantindo segurança aos doadores que puderam salvar vidas sem sair de casa. “Nesse período já coletamos 1.150 bolsas apenas através desse serviço, e para quem gostou da ideia e quer fazer uma solicitação é muito simples, basta ter a confirmação de 60 pessoas interessadas e fazer o pedido pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone (62) 3201-4101″, pontua Denyse.

Doação segura

A Hemorrede Pública de Goiás adotou todos os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) para segurança dos doadores em suas unidades. Denyse explica que foi adotada uma rotina criteriosa de limpeza dos espaços e móveis, nova metodologia de triagem, além do treinamento de todos os servidores das unidades. “Estamos fazendo a nossa parte e pedimos que o doador também faça a dele, fazendo o agendamento da doação pelo site agenda.hemocentro.org.br ou por telefone 0800 642 0457, e vindo ao Hemocentro usando máscara, fazendo a higienização das mãos logo na chegada, evitando trazer acompanhantes e respeitando os limites que delimitamos entre as cadeiras para manter o distanciamento entre as pessoas dentro das unidades”, esclarece.

O MS orienta para que pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de Covid-19 fiquem impedidas de doar sangue pelo prazo de 14 dias. Para quem foi considerado caso suspeito ou confirmado, o prazo é de 30 dias após a remissão dos sintomas. Além disso, todos os doadores passam por uma criteriosa triagem que verifica se o candidato está apto para fazer a doação de sangue.

Quem pode doar?

Os requisitos básicos para passar pela entrevista pré-doação de sangue são: estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 60 anos, sendo que antes de completar 18 anos é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis. A orientação é que doadores acima de 60 anos, fiquem em casa, visto que são pessoas do grupo de risco do novo coronavírus. Quem tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer uma doação. Já para vacina contra gripe, o prazo é de 48 horas.

Serviço:

Junho Vermelho

Quando: 1 a 30 de junho de 2020

Horas: 8 às 18 horas

Onde: Hemocentro Coordenador Estadual Professor Nion Albernaz (Avenida Anhanguera, nº 5.195, Setor Coimbra), em Goiânia, e unidades do interior em Catalão, Ceres, Formosa, Iporá, Jataí, Porangatu, Quirinópolis e Rio Verde.

 Assessoria de Comunicação do Idtech

 

- Publicidade -
- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Boletim diário do coronavírus passa por mudanças

Bolsonaro confirma alterações e diz que medida visa “evitar subnotificações e inconsistência” Ana Caroline Alves Nessa última sexta feira (5),...
- Advertisement -spot_img

Notícias Relacionadas

- Advertisement -spot_img