26.2 C
Goiás
quarta-feira, 28 outubro 2020
No menu items!

Educação em tempos de pandemia

Leia Também

Boletim diário do coronavírus passa por mudanças

Bolsonaro confirma alterações e diz que medida visa “evitar subnotificações e inconsistência” Ana Caroline Alves Nessa última sexta feira (5),...

Educação em tempos de pandemia

Diante da pandemia e do fechamento temporário das escolas, o ensino a distância (EAD) vem sendo utilizado para minimizar...

Para os apaixonados

Goiânia contara com uma programação super especial para os dias dos namorados Barbara Zani Borborema Miranda Apesar do isolamento social, Goiânia...
Raimunda Araújo
Raimunda Araújohttps://goiaspost.com.br/
Estudante do 3° período de jornalismo na PUC Goiás.

Diante da pandemia e do fechamento temporário das escolas, o ensino a distância (EAD) vem sendo utilizado para minimizar o impacto negativo sobre a educação.

Por: Kariny Xavier

Após a suspensão das aulas como medida de combate à Covid-19, estudantes, pais e professores tiveram que adaptar a rotina de aprendizado ao isolamento social. Apenas entre o ensino fundamental e médio, segundo dados da Secretária de Educação a medida afetou quase 480 mil alunos da rede pública e mais de 170 mil da rede privada.

Na rede pública, estados e municípios preparam aulas virtuais ou via transmissões de televisão aberta, às vezes complementadas por material enviado às casas dos alunos pelo correio ou transporte escolar. Alguns montam grupos de WhatsApp com alunos e professores, trocando vídeos e áudios com atividades.

O GoiásPost conversou com a professora Eliene da Cruz (40), sobre a tarefa desafiadora de adotar uma nova rotina com às aulas EAD. Eliene ministra aulas de português e inglês para as séries 6ª,7ª e 8ª’s  do ensino fundamental na Escola Estadual Deputado José de Assis, em Guapó. Ela explica que a experiência é desafiadora para os estudantes também “principalmente porque eles precisam ter disciplina para assistir as aulas, fazer as tarefas e depois corrigir”. Ela conta que todos estão vivendo um processo de adaptação.

Para Eliene, mesmo que desafiador, o momento pode trazer aprendizados e o maior deles é a necessidade de incorporar tecnologia no dia a dia das escolas, para que, em casos de emergência como esse, a transição para o mundo online seja mais tranquila tanto para professores, como para os alunos. “Nós costumamos falar que a escola pública deve ser uma escola conectada não só no sentido da internet, mas ser um local que saiba usar tecnologia no dia a dia, é sempre difícil mudar, mas buscar o conhecimento é sempre importante, é preciso se reinventar por eles (alunos).

 

- Publicidade -
- Advertisement -

Últimas Notícias

Boletim diário do coronavírus passa por mudanças

Bolsonaro confirma alterações e diz que medida visa “evitar subnotificações e inconsistência” Ana Caroline Alves Nessa última sexta feira (5),...

Educação em tempos de pandemia

Diante da pandemia e do fechamento temporário das escolas, o ensino a distância (EAD) vem sendo utilizado para minimizar o impacto negativo sobre a...

Para os apaixonados

Goiânia contara com uma programação super especial para os dias dos namorados Barbara Zani Borborema Miranda Apesar do isolamento social, Goiânia volta o tempo da brilhantina...

Junho Vermelho reforça importância das doações de sangue na Hemorrede Pública de Goiás

Com a pandemia, bancos de sangue da rede pública de saúde de Goiás registraram queda de 15% no último mês  Assessoria de Comunicação do Idtech  A...

Processo de superação do câncer vira livro de professora de comunicação da UFG

“A superação está no tratamento, mas está, acima de tudo, em nós mesmos”.  Por Raimunda Araújo A superação de uma doença contada em livro. O...
- Advertisement -

Notícias Relacionadas

- Advertisement -